FIV em 2 tempos (Freeze-All)

FIV em 2 tempos (Freeze-All)

A FIV é composta por um período de estimulação ovariana, no qual geralmente são utilizadas altas doses hormonais. Este período é importante para o desenvolvimento de múltiplos folículos e obtenção de maior número de óvulos e consequentemente de embriões durante o primeiro ciclo de tratamento.

Porém, estudos recentes, mostram que, em algumas pacientes esta estimulação hormonal apesar de benéfica ao ovário, causaria um prejuízo ao endométrio diminuindo as taxas de gravidez em casos de transferência embrionária a fresco em até 30%. Assim, surgiu-se a ideia da FIV em 2 tempos, onde:

  1. Inicialmente são formados os embriões e estes são congelados;
  2. A transferência embrionária é realizada em um ciclo posterior com realização de preparo endometrial com medicação via oral ou em ciclo natural. Neste caso, os níveis hormonais estão em valores muito mais próximos do fisiológico e de uma gravidez natural;
  3. Em pacientes selecionadas, esta estratégia aumenta as taxas de gravidez e torna o procedimento mais seguro, sem risco de síndrome de hiperestimulação ovariana.

Para que esta modalidade de tratamento seja realizada, é necessário que a clínica de reprodução tenha uma grande experiência e bons resultados com o congelamento embrionário. Atualmente, com a técnica de vitrificação, a qualidade embrionária permanece a mesma após o descongelamento deste. Fazendo assim que se obtivermos um endométrio de melhor qualidade em um ciclo de descongelado, obtenhamos melhores resultados com o tratamento.