Vídeohisteroscopia

Vídeohisteroscopia

A vídeohisteroscopia é uma das mais importante ferramentas para o diagnósticos e realização de cirurgias intrauterinas não-invasivas. Através dela é possível avaliar possíveis patologias que estejam a causar a infertilidade.

Para a realização do exame é feita a assepsia do local, é então introduzida através da vagina e pelo canal do útero, uma fina fibra ótica que, acoplada a um sistema de vídeo, permite uma avaliação clara do canal cervical, cavidade uterina, orifícios tubários e qualquer anomalia que venha a estar se desenvolvendo nesses locais.

Normalmente também se aproveita para recolher amostras para a realização de biopsia, em um procedimento praticamente indolor.

Após o exame a paciente poderá retornar normalmente às suas atividades cotidianas. Cólicas leves e pequenos sangramentos vaginais são ocorrências comuns.