Como a frequência das relações sexuais influencia na fertilidade?

Como a frequência das relações sexuais influencia na fertilidade?

Ao nascer, a mulher possui cerca de 2 milhões de óvulos. Até a puberdade, grande parte deles se degenera, sobrando cerca de 300 mil. Desse modo, o número de óvulos que a mulher possui após a primeira menstruação é o que ela terá para o resto da vida, visto que não são produzidos novos gametas. Os homens, por outro lado, produzem espermatozoides continuamente até a sua morte.

Além disso, conforme a idade avança, os óvulos que restaram nos ovários perdem a qualidade. Assim, após os 35 anos, a fertilidade diminui, tornando a gravidez mais difícil. Desse modo, o casal pode recorrer a algumas estratégias para engravidar, como manter relações sexuais com frequência e no período fértil.

Confira como a frequência das relações pode impactar na fertilidade do casal.

Qual a importância de manter relações sexuais frequentes?

No início do ciclo menstrual, alguns folículos são escolhidos pelo ovário para se desenvolver. Dentro de cada um desses folículos há um óvulo ainda não desenvolvido. Porém, apenas um desses folículos amadurecerá e ficará viável para a fecundação. Depois de liberado, o óvulo se move até as tubas e, se fecundado, vai em direção ao útero.

Porém, o óvulo só sobrevive por cerca de 24 horas. Desse modo, é imprescindível que os espermatozoides o encontrem em tempo hábil. Como a sobrevivência do esperma varia de 3 a 5 dias, é interessante que o casal tenha relações frequentes antes e durante o período fértil da mulher, a fim de garantir que os espermatozoides cheguem até o óvulo.

No entanto, não é possível identificar com exatidão em qual dia o óvulo será liberado e, como vimos, a diferença de apenas um dia pode inviabilizar a fecundação. Assim, é interessante que um casal que queira engravidar tenha relações de duas a três vezes por semana (a cada 2-3 dias), independentemente do período fértil. Períodos longos de abstinência sexual podem levar a uma piora na qualidade dos espermatozoides.

Qual é o melhor período para ter relações sexuais?

Como foi dito, o melhor período para manter relações sexuais é o período fértil da mulher, ou seja, os possíveis dias em que o óvulo estará pronto para ser fecundado. Porém, identificar esse período não é uma tarefa fácil. Listarei alguns métodos para ajudá-la a identificá-lo com mais facilidade.

Conhecer o seu ciclo menstrual

O ciclo tem início no primeiro dia da menstruação e dura cerca de 28 dias, terminando no início da menstruação seguinte. Porém, esse número pode variar entre 21 e 35 dias. O ciclo menstrual pode ser dividido em 3 fases: fase folicular (proliferativa), ovulação e fase luteínica (secretória). A fase folicular apresenta um intervalo variável conforme o período de ciclo menstrual. A fase luteínica é fixa, com intervalo de 14 dias e inicia-se no momento da ovulação. Assim, a ovulação ocorre 14 dias antes da menstruação ocorrer.

Para calcularmos o dia mais provável da ovulação, é necessário saber qual o intervalo médio de seu ciclo menstrual e retirar 14 dias deste período. Assim, se uma mulher apresenta:

  • ciclos com intervalos de 25 dias: ovula normalmente no 11o. dia do ciclo (25 – 14 = 11)
  • ciclos com intervalos de 28 dias: ovula normalmente no 14o. dia do ciclo (28 – 14 = 14)
  • ciclos com intervalos de 35 dias: ovula normalmente no 21o. dia do ciclo (35 – 14 = 21)

Como esse é um processo cíclico, ele voltará a acontecer no mês seguinte. Assim, é possível prever o período mais fértil da mulher. É importante salientar que esse método só é útil para mulheres que possuem o ciclo regular.

Medir a temperatura e analisar o muco cervical

Uma outra maneira de avaliar o período ovulatório e que não depende tanto do ciclo menstrual é medir a sua temperatura basal, pois, normalmente, a temperatura da mulher se eleva no período fértil. Assim, é necessário manter um diário das temperaturas para verificar quando ela aumentará. Não é um método totalmente confiável, mas pode ajudar a determinar o período ovulatório.

Além disso, a secreção vaginal muda durante esse período, tornando-se mais transparente, parecida com clara de ovo. Essa mudança é importante para facilitar a subida dos espermatozoides até o óvulo.

E então, entendeu como o aumento da frequência das relações sexuais pode melhorar as suas chances de engravidar? Deixe sua dúvida ou comentário aqui no post!

Especialista em reprodução humana, habilitado e capacitado para atender casais com infertilidade, faz parte das mais importantes sociedades relacionadas a área de Reprodução Assistida como a American Society for Reproductive Medicine, European Society of Human Reproduction and Embriology, Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida e Sociedade Brasileira de Urologia.

Deixe seu comentário

Postagens Relacionadas

See all posts