Anabolizante causa infertilidade? Entenda mais sobre o assunto!

anabolizante causa infertilidade entenda mais sobre o assunto

fertilidade é a capacidade de gerar vida e um dos conceitos mais importantes para os casais que desejam engravidar. Ela depende de inúmeros fatores internos e externos ao corpo. Portanto, é fundamental que homens e mulheres cuidem da saúde e estejam atentos aos elementos que podem prejudicá-la.

Como sempre digo para meus pacientes, os níveis dos hormônios que atuam no processo de reprodução são extremamente sensíveis e podem ser alterados por diversas substâncias. Entre elas, podemos citar os anabolizantes.

O anabolizante causa infertilidade? No post de hoje, falarei sobre esse assunto e esclarecerei suas dúvidas.

O que são os anabolizantes?

Iniciarei explicando o que é a testosterona endógena (produzida pelo próprio organismo), para que você entenda melhor os anabolizantes. A testosterona é o principal hormônio sexual masculino. Tem o papel de estimular o desenvolvimento do sistema reprodutor masculino (próstata e testículos) e o surgimento dos caracteres sexuais secundários (pelos, voz grossa, desenvolvimento da massa muscular). É produzida pelos testículos e, nas mulheres, nos ovários (em menor quantidade). A testosterona endógena é o principal hormônio relacionado à produção de espermatozoides.

Os esteroides anabolizantes são derivados sintéticos da testosterona. A ação predominante dessas substâncias no organismo é provocar o acúmulo de água no interior das células musculares para que o tecido muscular cresça rapidamente.

Homens e mulheres utilizam anabolizantes associados à malhação a fim de provocar esse inchaço e alcançar resultados corporais em menor tempo.

Outras consequências do uso dessas substâncias são os efeitos androgênicos, ou seja, efeitos que imitam e exacerbam as características masculinas no corpo (mudança do timbre da voz, oleosidade da pele e crescimento excessivo de pelos, entre outras).

Os anabolizantes podem ser administrados por via oral ou injetável e, após serem ingeridos ou injetados, têm o potencial de alcançar todas as células. O tipo e a quantidade de hormônio utilizados é o que determina a reação do corpo e o formato dos músculos.

Porém, essas substâncias podem causar efeitos devastadores, com consequências em diversos sistemas, incluindo o reprodutor. A dose extra de hormônio é uma sobrecarga para o organismo.

Qual a relação entre os anabolizantes e a fertilidade?

Com relação a esse assunto, procuro ser muito direto e sincero com meus pacientes. O anabolizante tem efeitos muito prejudiciais para a fertilidade de homens e mulheres, podendo causar a infertilidade.

Seu uso aumenta os níveis de testosterona circulante no corpo, o que inibe no cérebro a produção do hormônio folículo-estimulante (FSH), que é responsável pela maturação das células reprodutivas. Os efeitos colaterais surgem principalmente devido a essa alteração.

A seguir, conheça as principais alterações que os anabolizantes podem trazer para o corpo masculino e feminino.

Efeitos no corpo masculino

Essas substâncias provocam uma inibição na liberação do hormônio FSH, de forma que os testículos recebem menor estímulo para a produção de espermatozoides. Há redução da quantidade e piora na qualidade do esperma, assim como um “bloqueio” na produção natural de testosterona endógena que também é fundamental para a produção de espermatozoides. O uso deste hormônio pode chegar a causar azoospermia (quando não existem mais espermatozoides no ejaculado) e este quadro pode inclusive ser irreversível, principalmente com o uso crônico e com altas dosagens hormonais. Apesar de inicialmente estar associado a um bem-estar no paciente que a utiliza, o uso prolongado pode levar a uma redução no tamanho dos testículos, falta de libido e impotência sexual.

Efeitos no corpo feminino

O corpo da mulher também possui testosterona endógena, de forma que também é afetado pelo uso de anabolizantes. Como a testosterona feminina tem níveis baixos, a variação pode trazer consequências piores para a fertilidade da mulher. Os principais efeitos são:

  • alterações no endométrio, que dificultam a implantação do zigoto na parede uterina;
  • interrupção da menstruação;
  • alterações corporais masculinizantes (engrossamento da voz, aumento da quantidade de pelos, diminuição dos seios).

Apesar de tudo isso, as alterações corporais são reversíveis e a fertilidade pode ser restabelecida em homens e mulheres após a interrupção do uso do anabolizante, na maior parte dos casos.

Como sempre reforço para meus pacientes: um corpo saudável é o primeiro requisito para a fertilidade e para conseguir engravidar.

Você gostou de confirmar que anabolizante causa infertilidade? Então compartilhe este post nas suas redes sociais para que seus amigos também fiquem por dentro do assunto!

Especialista em reprodução humana, habilitado e capacitado para atender casais com infertilidade, faz parte das mais importantes sociedades relacionadas a área de Reprodução Assistida como a American Society for Reproductive Medicine, European Society of Human Reproduction and Embriology, Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida e Sociedade Brasileira de Urologia.

Deixe seu comentário

Postagens Relacionadas

See all posts